Arquitetura e Decoração

Como escolher as cores na decoração do apartamento?

como escolher as cores na decoração do apartamento: veja dicas e inspirações

Cada ambiente pode trazer uma sensação com as cores escolhidas para ele. Um banheiro verde se torna relaxante, uma suíte com tons de azul é calma, uma sala fica contagiante com tons de laranja. São muitas possibilidades, portanto, entender como escolher as cores na decoração do apartamento é essencial para ter a atmosfera que deseja. 

Antes de saber como escolher as cores na decoração

Simplesmente optar pelas cores da moda pode ser um tanto arriscado, pois podem não combinar tanto assim com seu estilo e personalidade.

Alguns fatores precisam ser considerados antes de escolher as cores na decoração do apartamento. Anna Starmer, especialista em cores e design, recomenda responder as seguintes questões:

  • Qual a finalidade do ambiente e quem mais usará?
  • Quais horários do dia será mais utilizado?
  • Quanta luz natural o ambiente em questão recebe?
  • Há alguma importante característica arquitetônica nesse local?
  • Quais cores estarão presentes nos ambientes adjacentes a esse local?
  • Que sensações e emoções deseja transmitir?

A partir disso, você conseguirá se guiar com mais facilidade entre as infinitas opções disponíveis hoje no mercado e criar uma paleta de cores harmônica.

O poder das cores na decoração

As cores nos causam emoções e o uso da luz pode potencializar ou reprimir essa sensação. Por isso é tão importante entender qual a atmosfera do ambiente, pois assim é possível escolher as cores na decoração do apartamento com mais confiança.

Nos próximos parágrafos, contamos quais as principais sensações que elas e suas diferentes tonalidades causam:

Azul

O azul é relacionado à clareza de pensamento, lealdade e responsabilidade. Com tons esverdeados, alivia o estresse. Azul escuro estimula à introspecção. Em tons pastel tem poder calmante e dá sensação de amplitude por refletir bastante a luz, logo, é uma ótima opção para ambientes pequenos.

A cor azul na cozinha traz leveza e claridade ao ambiente.
Imagem: Kitchen Stori/Divulgação

Laranja

Já o laranja é acolhedor, criativo e aconchegante. Terracota, caramelo e mel são tonalidades de laranja quentes e convidativos. Em tons claros e suaves se torna uma cor que potencializa a sensação de bem-estar.

Roxo

Se quer evidenciar espiritualidade, sofisticação e sensibilidade, aposte no roxo. Também estimula o lado artístico. Lavanda, uma cor clara e delicada, é refrescante e tranquilizante. Roxo escuro e forte pode levar à introspecção.

Vermelho

O vermelho é difícil de ser trabalhado e pouco recomendado para ambientes onde as pessoas ficarão por muito tempo. É estimulante, passional e associado também à agressividade. Em tons de rosa, estimula o afeto, é feminino e divertido. Os vermelhos com fundo acinzentado são elegantes.

Uma maneira mais comedida de usar o vermelho é em móveis, itens decorativos ou até em utensílios de cozinha.

Verde

O verde é tranquilizante, representa a natureza. Além disso, é associado à honestidade, harmonia, equilíbrio e estabilidade. Em tons pastel é ideal para um ambiente onde se busca relaxamento e sossego. Verde escuro é ligado à força, enquanto as cores pistache e verde lima, por exemplo, remetem à limpeza, pureza e brisa.

Amarelo

Amarelo é considerado acolhedor, remete à riqueza e à alegria. Estimula a criatividade e o funcionamento do cérebro. A tonalidade creme é recomendada para qualquer ambiente. Traz luz para espaços pequenos e escuros. Mostarda, ouro e bronze são variantes muito sofisticadas, quentes e elegantes.

Preto

Quando usado com sabedoria, traz sofisticação e sobriedade. Cores escuras como o preto tendem a dar a sensação de espaço e objetos menores. Ganhou evidência com o estilo industrial, composto em sua maioria por preto e tonalidades de cinza.

Branco

O branco lembra higiene, claridade e pureza. A recomendação é usar variações de texturas e brincar com outros pontos de cor, pois um ambiente branco em demasia pode remeter à hospital e criar uma atmosfera impessoal.

Cinza

Por fim, o cinza. É uma cor versátil que combina muito bem quando usada em uma composição com outras cores quentes (como laranja, amarelo e vermelho). Está ligado à sabedoria e à idade, mas para alguns pode associar à fadiga.  

Os esquemas de cores

Não é necessário ir muito longe para escolher as cores na decoração. Observe a natureza e repare: em todo lugar há diversas paletas perfeitamente harmônicas.

Ainda assim, é possível se orientar com os chamados esquemas de cores: combinações presentes na natureza ou pré-estabelecidas de acordo com algumas regras.

Tenha como principal base o círculo cromático da imagem abaixo. A partir dele, é possível crias os esquemas e escolher as cores da decoração do seu apartamento.

O círculo cromático auxilia a escolher as cores na decoração do apartamento.

Existem vários esquemas de cores utilizados por designers, arquitetos e outros profissionais. Elencamos os principais para você conhecer e ver como podem ser aplicados na decoração do quarto, cozinha ou outro ambiente.

Esquema análogo

Este esquema é composto por cores análogas com ou sem a presença de branco, preto ou cinza. As cores análogas estão próximas umas das outras no círculo cromático. Como exemplo podemos citar o verde, amarelo e azul.

Para uma decoração dinâmica, use cores fortes e suaves para gerar contraste.

Cores análogas como verde e amarelo trazem dinamismo ao décor.
As cores verde e amarelo dão leveza e luz à cozinha junto com o branco de armários, bancadas e cadeiras. Imagem: Brad Knipstein/Divulgação

Esquema monocromático

Aqui é usado apenas uma cor ou diferentes tonalidades dela, podendo intercalar branco, preto e cinza. Essa combinação pode ser ousada ou relaxante, dependendo da cor escolhida. Tente misturar texturas ou brincar com o forte e suave para trazer movimento ao décor.

Tonalidades de rosa deixam o ambiente afetuoso e delicado.
Nesta suíte do Figueira Cambuí as diferentes tonalidades de rosa dão atmosfera delicada e afetuosa

Esquema complementar

O esquema complementar é a combinação de cores opostas no círculo cromático, como o azul e laranja, roxo e amarelo. Pode ou não ter preto, branco ou cinza na composição.

Caso não queira tanta ousadia, mas ainda deseja certo contraste, você pode usar cores neutras nas paredes e optar por móveis e objetos coloridos e contrastantes.

Escolhendo a paleta de cores do apartamento: aposte em tons contrastantes, como azul e laranja.
Alegre e refrescante, as cores complementares azul e laranja foram trabalhadas em almofadas e itens decorativos. Projeto: Brise Arquitetura/ Imagem: MCA Estúdio

Esquema triádico

Desenhe um triângulo com cores igualmente espaçadas entre si no círculo cromático e você terá um esquema triádico. Um exemplo comum é o trio azul, vermelho e amarelo, em diferentes tonalidades.

O esquema triádico com vermelho, azul e amarelo é uma boa opção para a decoração.
Em vários ambientes desse apartamento, encontramos vermelho, azul e amarelo em objetos, quadros e móveis. Projeto: Casulo Arquitetura/Imagem: Joana França

Esquema acromático

São utilizados preto, diferentes tonalidades de branco e de cinza. Não são consideradas cores propriamente ditas. É atemporal e fácil de mudar caso queira algum outro ponto de cor no futuro.

Esquema acromático nas cores de decoração contém preto, cinza e branco em diferentes tonalidades.
O cinza é trabalhado em diferentes tonalidades, materiais e texturas. Projeto: Viviane Loyola/Imagem: Eduardo Macarios

Esquema neutro

O esquema neutro é muito sofisticado para qualquer ambiente. É composto por tons pastel e cores da natureza em tonalidades menos vibrantes como areia, canela, marrom etc. Assim como o esquema acromático, é atemporal.

Cores neutras do Duplex Figueira Cambuí fazem parte da decoração do ambiente.
Os neutros preenchem a sala de jantar do Duplex Figueira Cambuí.

Qual sua paleta de cores?

O que achou das sugestões que trouxemos? Lembre-se: as cores podem ser usadas além das paredes. Explore também em móveis e objetos. Sites como o Pinterest reúne milhares de imagens inspiradoras e pode colaborar na busca de referências. Aproveite e siga nosso perfil por lá. 😉

Veja também:
Decoração de apartamentos pequenos
Decoração de apartamentos pequenos: dicas para manter a funcionalidade do espaço
As diferenças entre Sacada, Varanda e Terraço